Google supera quebra dos preços da publicidade

Google_2A gigante tecnológica Google enfrentou uma quebra dos custos da publicidade online (a sua principal fonte de receitas) no terceiro trimestre do ano. Ainda assim, a companhia conseguiu aumentar as receitas globais em 12%, em termos homólogos, para 14,89 mil milhões de dólares (cerca de 10,88 mil milhões de euros).

Entre Julho e Setembro, o custo médio por clique nos anúncios – o preço que os anunciantes pagam ao Google quando os consumidores clicam nos seus anúncios – caiu cerca de 8%, anunciou a empresa em comunicado. Os resultados podem explicar-se pelo facto de os utilizadores estarem a migrar cada vez mais para os equipamentos móveis, como smartphones e tablets, onde a publicidade é ainda mais barata do que a vendida no segmento desktop.

No entanto, a Google conseguiu compensar a quebra do preço médio com um aumento de 26% dos cliques pagos, quando comparado com o período homólogo do ano passado. Os resultados revelam que a empresa beneficiou da maior procura de promoções que chegam aos utilizadores através de aplicações para smartphone, vídeos e outros serviços.

Quanto ao resultado líquido subiu 36% em termos homólogos para 2,97 mil milhões de dólares (2,17 mil milhões de euros), acima do esperado pelo mercado.

De acordo com a analista de mercado eMarketer, a Google deverá chegar ao final de 2013 com uma quota de 33% do mercado publicitário online, o que compara com os 31% no ano passado.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual