Google revela lentes de contacto inteligentes

Hand holding - zoomed in (1)_2A Google anunciou que está a desenvolver lentes de contacto inteligentes que poderão vir a medir os níveis de glicose nas lágrimas do utilizador. A tecnologia pretende ajudar pessoas com diabetes a controlar os seus níveis de açúcar.

As lentes que a Google está a testar possuem «um minúsculo chip sem fios e um sensor de glicose que estão contidos entre duas camadas do material de que são feitos as lentes», explica a Google numa nota publicada no seu blogue oficial, assinada por Brian Otis e Babak Parviz, os co-fundadores do projecto. De acordo com os responsáveis, os protótipos já testados permitem monitorizar os níveis de glicose nas lágrimas a cada segundo.

O objectivo da Google passa ainda por integrar «pequenas luzes LED» que se acendam quando os níveis de glicose estejam perigosamente acima ou abaixo do normal, tornando as lentes um dispositivo preventivo.

O projecto está a ser desenvolvido dentro do laboratório Google X, que tem sido a incubadora de alguns dos mais mirabolantes projectos da gigante norte-americana, como os Google Glasses, os carros sem condutor ou, mais recentemente, a criação de uma nova geração de robôs. «Ainda é cedo para lançar esta tecnologia [no mercado], mas já concluímos diversas pesquisas clínicas que nos estão a ajudar a refinar o nosso protótipo. Esperamos que, no futuro, as lentes possam conduzir a uma nova forma de as pessoas com diabetes controlarem a sua doença», ressalvam Brian Otis e Babak Parviz, sublinhado que a diabetes afecta uma em cada 19 pessoas em todo o mundo, e pode trazer complicações ao nível dos olhos, dos rins ou do coração.

«Sempre dissemos que iríamos apostar em projectos que pareçam um pouco especulativos ou estranhos e, numa altura em que a Federação Internacional de Diabetes declara que o mundo está a “perder a batalha” contra a diabetes, achámos que este projecto merecia uma oportunidade», concluem os engenheiros da Google.

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
Está grávida? Veja o que deve (e não deve) fazer se for conduzir