Google quer ligar aplicações de receitas ao forno lá de casa

A conferência Google I/O foi palco de muitas novidades da tecnológica norte-americana e uma das mais aplaudidas tem a ver com a Internet das Coisas e com a capacidade de ligar praticamente todo o tipo de objectos através da web. O Projecto Brillo vem propor isso mesmo e, nas palavras de Sundar Pichai, vice-presidente senior de produtos da Google, permitir experiências como «uma aplicação de receitas poder comunicar com o seu forno inteligente para o colocar na temperatura correcta para a receita».

O Projecto Brillo deriva do sistema operativo Android e deverá permitir aos fabricantes e programadores trabalhar lado a lado para ligar os diferentes dispositivos e torná-los inteligentes. O lançamento está previsto para o final deste ano.

E já que o Android é, de facto, a base para os novos projectos da Google, a empresa de Mountain View apresentou também uma nova versão do sistema operativo. O Android M incorpora centenas de melhorias relativamente às versões anteriores, de acordo com Sundar Pichai. O destaque vai para o aumento da duração da bateria e para a simplificação do sistema de permissões, tornando mais fácil decidir a que informações podem ter acesso as aplicações que instalamos no smartphone.

As novidades continuam com a nova aplicação Fotos. A Google garante que a nova ferramenta permite guardar no mesmo local todas as fotos e vídeos para que encontrar determinada imagem seja mais fácil. Por isso mesmo, o sistema de navegação e organização também foi simplificado e o armazenamento é, agora, ilimitado e gratuito.

A nova aplicação promete ainda realizar um backup automático de todos os conteúdos e disponibilizar os mesmos em todos os dispositivos de cada utilizador. As funcionalidades continuam com a possibilidade de editar as fotografias ou vídeos, fazer colagens, crias histórias e partilhá-las com quem desejar. O Google Fotos está disponível para Android, iOS e versão Web.

Por fim, a última grande novidade é o Cardboard, um sistema que permite transformar o smartphone numa experiência de realidade virtual e, por isso, imersiva. Já existem mais de 50 aplicações Cardboard, seja para filmes, jogos ou actividades de aprendizagem, e já foram distribuídos mais de um milhão destes equipamentos. Como complemento, foi apresentado o Google Expeditions que permite aos estudantes fazerem visitas virtuais a locais como a Lua a partir do Cardboard que é, literalmente, feito de cartão.

Foram também apresentadas mudanças mais pequenas mas, ainda assim, importantes para quem é dependente do Google. A tecnológica anunciou o Google Maps offline que vai possibilitar a consulta de mapas sem ser necessário o acesso à internet e ainda a melhoria do Google Now para que a pesquisa de informações possa ser realizada em simultâneo com outras actividades sem que, para isso, o smartphone fique lento ou bloqueie.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Já não é o salário que pesa mais na decisão de emprego
Automonitor
Novo Skoda Octavia chega dia 11 de novembro