Google castiga páginas mobile com anúncios intrusivos

A partir de 10 de Janeiro do próximo ano, os sites que, em dispositivos móveis, sejam acompanhados por anúncios que ocupem a totalidade (ou quase) do ecrã serão relegados para lugares inferiores nos resultados de pesquisa do motor de busca da Google. Esta foi a forma que a tecnológica encontrou para castigar as páginas que dificultam o acesso aos seus conteúdos quando adicionam publicidade considerada intrusiva.

A Google explica, no seu blog, que embora o conteúdo reúna todas as condições para ser indexado pelo motor de busca, aparecendo nos principais resultados, acaba por perder a avaliação positiva quando não permite que as imagens, vídeos ou textos sejam acedidos correctamente. “Isto pode frustrar os utilizadores porque tornam-se incapazes de aceder facilmente ao conteúdo que esperavam quando clicaram no resultado de busca.”

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Page Assessment tem novo Executive manager
Automonitor
Conselhos para conduzir à chuva