Google antecipa vencedor do Festival da Eurovisão

E se o vencedor da Eurovisão fosse determinado com base nas pesquisas no Google? A tecnológica elaborou um ranking dos participantes a partir da actividade de pesquisa dos cidadãos de outros países – uma vez que não é possível estar em Portugal e votar na canção de Portugal, por exemplo.

De acordo com este ranking, a Holanda é a grande vencedora da edição deste ano do Festival da Eurovisão. Logo depois chega a Rússia, à frente de Itália, França e Islândia. Portugal só aparece no 20.º lugar, ainda assim antes de países como Bélgica e Albânia. Ao todo, participam 26 geografias no evento.

As previsões da Google assentam em dados recolhidos entre os dias 6 e 12 deste mês. Na próxima sexta-feira, antes da grande final, o ranking será actualizado.

Segundo a Google, a actividade de pesquisa tem sido um bom indicador do resultado da competição: tanto em 2017 como no ano passado, o ranking previu correctamente o vencedor da Eurovisão. A tecnológica alerta, porém, que as pesquisas não têm um poder preditivo para todas as situações e que não é possível antecipar eleições ou eventos desportivos com base naquilo que as pessoas procuram online.

Mas o caso da Eurovisão parece ser diferente. Em primeiro lugar, porque as pessoas pesquisam informação sobre os artistas de cujas canções gostam – não o fazem relativamente a países de que não gostam ao contrário do que fazem com políticos, por exemplo. Em segundo lugar, porque pesquisar online é uma forma de influenciarem directamente o resultado do festival, algo que não acontece com jogos de futebol ou similar.

Recorde-se que a primeira semi-final do Festival da Eurovisão acontece já hoje, às 20h, e que Conan Osiris, o representante de Portugal, é um dos participantes. A segunda semi-final está marcada para quinta-feira, dia 16. A grande final acontece no sábado.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Hotéis InterContinental do Sul da Europa têm novo director comercial
Automonitor
Que carro compro agora? Ramón Calderón aconselha um carro a GNC