Google adquire fabricante de termostatos por 2,3 mil ME

nest_2A Google anunciou que chegou a acordo para a adquirir a Nest Labs, uma startup que fabrica termostatos inteligentes e alarmes de fumo para casas, por 3,2 mil milhões de dólares (cerca de 2,3 mil milhões de euros).

A operação representa a segunda maior aquisição da gigante tecnológica norte-americana, a seguir à compra da Motorola Mobility no ano passado, e, sobretudo, mais um passo para expandir a empresa além do seu core business, no seguimento de projectos como uma nova geração de robôs ou os automóveis sem condutor.

Fundada por Tony Fadell e Matt Rogers, antigos engenheiros da Apple, a Nest Labs é uma empresa relativamente desconhecida, e a Google explica, em nota de imprensa, que a sua missão “passa por reinventar dispositivos desprezados, mas importantes numa casa, como os termostatos ou os alarmes de fumo”. Segundo Larry Page, CEO da companhia, a Nest Labs «desenvolveu produtos fantásticos que já estão no mercado – termostatos que poupam energia e alarmes de fumo que ajudam a manter a sua família segura. Estamos entusiasmados por levar grandes experiências a mais casas».

De acordo com o The Wall Street Journal, a Nest Labs integra um movimento designado por “Internet of Things”, que se dedica a acrescentar sensores, computação e tecnologias de comunicação a objectos quotidianos, com o objectivo de os tornar mais úteis. Segundo aquela publicação, as empresas que integram este movimento foram das que suscitaram maior interesse por parte de investidores na feira tecnológica profissional Consumer Electronics Show (CES), que decorreu na semana passada em Las Vegas, EUA. A própria Google investiu na Nest Labs desde o início.

Mas, afinal, para que quer a Google uma fabricante de termostatos? De acordo com Frank Gillett, consultor da Forrester, a operação permitirá à Google manter-se à frente da concorrência e controlar a próxima geração de dispositivos inteligentes para casa, como electrodomésticos e fechaduras. “O que está em causa é saber quem – Google, Amazon, Apple, Microsoft, entre outras – vai desenhar a sua casa inteligente», afirma o especialista.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Pedro Mota Soares assume liderança da Apritel
Automonitor
Sem paciência para trotinetes elétricas? Vêm aí as trotinetes autónomas!