Global Brands Solutions, uma empresa portuguesa, com certeza

MARKETEER CONTENTS

Criada em 2014, a GBSO, Global Brands Solutions é uma empresa especializada em representação e distribuição de marcas no mercado português, sobretudo na área do grande consumo não alimentar. Com uma larga experiência neste sector, actuam igualmente como consultores na área do marketing estratégico e estratégia comercial, a nível nacional e internacional. Nesta breve entrevista, ficamos a conhecer melhor o posicionamento de marca, a estratégia para os diversos mercados, a comercialização da sua marca própria e os principais objectivos para o futuro.

A GBSO, Global Brands Solutions nasce em Portugal, começando a operar em 2014. De lá para cá, como evoluiu o foco da empresa?
A empresa começou a operar como uma prestadora de serviços comerciais para empresas estrangeiras que queriam ver as suas marcas bem implementadas no mercado português, especificamente na grande distribuição. Desde aí, a GBSO sofreu uma grande evolução. Actualmente somos, sobretudo, um distribuidor exclusivo de marcas internacionais, com foco na diferenciação e na área da sustentabilidade. Temos, também, a nossa própria marca, que já tem um peso considerável nas nossas vendas e que é central para nós. Tornámo-nos mais selectivos, não só na forma de trabalhar e na escolha dos parceiros e sua forma de investir no mercado e no próprio distribuidor, como também na selecção das marcas, pois já somos nós que procuramos o que o mercado necessita e o que tem relevância. Neste momento com mais de 20 marcas em diversas categorias da higiene pessoal, perfumaria e cosmética, continuamos, no entanto, sempre à procura de complementar o nosso portfólio.

Em 2017, a GBSO lançou a sua marca Soft&Co. O consumidor está ciente de que é uma marca portuguesa e isso pesa na decisão de compra? De que forma é que o facto de ser uma marca portuguesa é alavancado na comunicação?
Em 2017, tínhamos uma necessidade de mercado que não conseguimos cobrir através do processo de procurement que costumamos fazer a nível internacional entre os nossos parceiros e outras potenciais empresas. Sabíamos da qualidade do processo de fabrico em Portugal e conhecíamos as fábricas. Nesse momento, não hesitámos e apresentámos ao mercado uma proposta que ainda hoje, passados cinco anos, podemos afirmar que foi uma aposta ganha. A Soft & Co é um sucesso, pois o consumidor reconhece essa mesma qualidade, a acessibilidade da marca, quer em termos de preço, quer de local de compra e, claro está, o “Fabricado em Portugal” com o selo “Portugal Sou Eu”. Esta portugalidade é exaltada na comunicação, no sentido de reforçar a ligação ao produto e porque o consumidor português sabe que uma marca produzida em Portugal, para além de todos os benefícios que tem para a economia, é garantia de qualidade e adaptada ao gosto e necessidade do consumidor. A pandemia veio reforçar esta ligação do consumidor aos produtos fabricados em Portugal, uma vez que a necessidade de apoiar está mais presente nestes momentos de “crise”.

Nos anos mais recentes, as linhas sustentáveis têm recebido uma atenção especial da GBSO. É uma demanda do consumidor ou um papel que a empresa assume como de responsabilidade em prol do ambiente?
Ambas as motivações estão na base da nossa orientação estratégica, no sentido de trazer para o mercado português opções mais sustentáveis e sobretudo ao alcance de todos, tanto em termos de preço como de local de compra. Todos nós temos que fazer a nossa parte e existe uma grande consciencialização, por parte de todos os operadores do mercado, que se não mudarmos a nossa forma de estar e de consumir vamos entrar num ponto insustentável muito perigoso. Esse facto também foi assimilado pelos consumidores que, hoje em dia, se tiverem produtos substituíveis e em que o preço não seja um obstáculo, já fazem opções mais conscientes, e esse facto sente-se no aumento de procura. Na actualidade, grande parte das inovações na área da higiene pessoal, perfumaria e cosmética é feita através de lançamentos de linhas mais sustentáveis e conscientes e nós, GBSO, estaremos sempre na primeira linha para as lançar, desenvolver e torná-las acessíveis a todos. A nossa marca Jordan veio revolucionar a higiene oral no mercado da grande distribuição com a sua linha Green Clean de plástico reciclado, que é única em termos de oferta e eficácia. Neste momento, estamos a lançar a escova CHANGE, que vem dar um passo ainda mais à frente: com as suas cabeças substituíveis e vendidas em pack de 4, permite ao consumidor comprar o acessório de escovagem para um ano, num único acto de compra. Isto é uma revolução na forma de encarar uma acção tão simples como escovar os dentes. Assim como comunica a marca: “Está na hora de MUDAR!”.

 

Quais os principais objectivos e focos da empresa para 2022?
O foco da empresa para este ano vai ser voltar a trazer inovação ao mercado português depois de dois anos num ritmo muito lento. Queremos trazer marcas que sejam diferenciadoras, responsáveis e relevantes, e que nos permitam desenvolvê-las no mercado português. Vamos continuar a procurar opções mais sustentáveis, que complementem o nosso portfólio e nos permitam ter uma solução para tudo e para todos. Por outro lado, vamos continuar a investir na nossa marca, Soft & Co, através do lançamento de linhas diferenciadoras e acessíveis ao consumidor. Em 2021, a marca passou por um processo rigoroso de certificação internacional Vegan e procuramos, agora, soluções mais sustentáveis em termos de embalagens. Outra coisa que está no nosso foco é a internacionalização desta marca, pois já temos muitas solicitações internacionais. Para dar esse salto temos de estar perfeitamente conscientes e preparados para o que isso envolve, nomeadamente em termos logísticos e de fornecimento. É nisso que estamos a trabalhar.

Ler Mais


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...