Gestão inteligente de frotas

O Frotcom é uma solução modular, distribuída em Portugal pela Frotcom Lusitana, que contém as ferramentas de que todos os gestores de frota precisam para gerir eficientemente os seus veículos: monitorização por GPS para veículos e reboques; relatórios e alarmes; gestão de custos; planeamento e monitorização de execução de rotas; identificação e gestão de condutores; descarga remota de cheiros de tacógrafo; controlo de temperaturas; gestão de combustível; e gestão de tarefas, entre outras. De acordo com Gonçalo Serafim, director geral da Frotcom Lusitana, esta «é uma solução 100% focada em gestão profissional de frotas rodoviárias. Tudo o que fazemos tem como objectivo auxiliar os gestores de frota. Por isso, o Frotcom é, hoje em dia, uma solução que consegue abranger praticamente todas as necessidades da gestão de frotas, com um conjunto de ferramentas muito alargado. Além disso, estamos presentes em mais de 40 países, oferecendo uma solução utilizada por mais de 15 mil profissionais, o que mostra o grau de satisfação atingido, quer por empresas com pequenas frotas, quer por empresas com mais de 3000 viaturas».

Em que consiste o conceito de frota inteligente apresentado no Frotcom?

O Frotcom tem vindo a desenvolver ferramentas que cada vez mais facilitam as funções dos gestores de tráfego e gestores de frota, executando automaticamente as funções que não requeiram uma participação humana e libertando-os assim para actividades onde possam acrescentar mais valor. Um exemplo clássico disso é a descarga remota do tacógrafo, efectuada de forma automática com a periodicidade exacta para garantir o cumprimento da legislação. Deixa de ser necessário planear e executar as operações de descarga manual dos dados, o que, para além de exigir a disponibilidade de alguém, está sempre sujeito a falhas quando não se conseguem operar as descargas manuais enquanto os veículos estão no parque. Outro exemplo é o sistema de planeamento de rotas, que entra em conta com os tempos de condução de cada condutor, auxiliando assim os gestores de tráfego a prever as horas de chegada aos pontos de carga ou descarga, minimizando falhas e aumentando a satisfação dos clientes. Na prática, uma frota inteligente é aquela que utiliza um conjunto signicativo de ferramentas automáticas, libertando os recursos humanos para outras tarefas.

A partir de que ponto é que se torna necessário a uma empresa uma plataforma de gestão de frotas?

Temos clientes com uma viatura e outros com mais de 3000. Todos tiram partido do Frotcom, embora de formas diferentes. Não há, portanto, um número definitivo a partir do qual seja necessária a plataforma de gestão. O que podemos dizer, no caso concreto das frotas de pesados, é que se torna praticamente impossível manter sob controlo os custos de operação de uma frota de 10 ou mais veículos sem uma ferramenta como o Frotcom. O retorno do investi- mento é imediato e facilmente perceptível, mesmo olhando apenas para os custos de combustível. Se considerarmos que um camião pode gastar facilmente 5.000 euros em gasóleo por mês e que a utilização do Frotcom permite chegar a poupanças de no mínimo 5%, temos uma poupança de 250 euros por mês por veículo.

De que forma o Frotcom pode ajudar ao desenvolvimento do negócio?

Uma das grandes dificuldades que as empresas de transporte têm quando se encontram em fase de crescimento é a escalabilidade das suas operações. Ou seja, como manter uma boa coordenação das equipas de motoristas e de gestores de tráfego, sem mencionar gestão de recursos humanos e contabilidade, quando a empresa está a crescer. O Frotcom garante a todos os interlocutores da empresa uma plataforma comum, em que todos acedem à informação da localização das viaturas, quilometragem efectuada, condutores associados a cada viagem, etc. Só assim é possível garantir, por exemplo, que os gestores de tráfego conseguem tirar o máximo partido da frota, sem necessidade de trabalharem em “silos” de informação em que cada um apenas trabalha com os “seus” condutores.

Qual o contributo de uma plataforma como esta para uma mobilidade profissional mais sustentável?

O Frotcom permite a redução das emissões de CO2 por três formas distintas: a) reduzindo o número de quilómetros percorridos pelos veículos da frota, através da optimização dos percursos percorridos e de uma melhor selecção dos veículos disponíveis mais próximos dos pontos de carga; b) melhorando o comportamento de condução, através da monitorização e classificação automática de vários parâmetros de condução, levando a menos consumos e menos libertação de CO2 ; c) facilitando a electrificação da frota, uma vez que o Frotcom está preparado para leitura de parâmetros de veículos eléctricos, disponibilizando, por exemplo, informações sobre a carga da bateria e a autonomia, em quilómetros, de cada viatura.

Quais os conselhos que dá aos seus clientes para uma gestão de frotas mais eficiente?

É essencial, em primeiro lugar, promover internamente a adopção do sistema, antes de instalar a tecnologia nos veículos. Deve explicar-se à equipa as necessidades da frota e os problemas enfrentados e como um sistema de gestão de frotas pode ajudar. Deve igualmente ser desmistificada a tecnologia e abordadas as preocupações levantadas pelos colaboradores. Numa fase seguinte, de adopção, para tirar o máximo partido da solução, deve ser garantida a sua utilização de modo sistemático e não apenas pontual. Isto implica definir claramente quais as funções espera- das de cada colaborador relacionadas com o sistema. Finalmente, Gonçalo Serafim, director geral da Frotcom Lusitana a abordagem relativamente à análise do comportamento de condução deve incluir sessões periódicas com os condutores, mostrando o que pode ser melhorado e como. Idealmente, devem ser atribuídos prémios de desempenho para os condutores com os melhores comportamentos de condução.

Qual foi o impacto da pandemia no negócio e como correu o ano 2021?

Do ponto de vista económico, a pandemia não teve o impacto que se chegou a temer. Na realidade, podemos dizer que 2020 e 2021 acabaram por ser bons anos de vendas para o Frotcom, não apenas em Portugal, mas na grande maioria dos mercados onde estamos presentes. Deve dizer-se que das várias actividades económicas, o sector da logística foi um dos que menos sentiu o impacto directo da pandemia, ao contrário do que aconteceu, por exemplo, na restauração e turismo. Uma vez que o sistema Frotcom é maioritariamente usado por empresas de transporte de mercadorias e distribuição, esse impacto foi efectivamente baixo na nossa actividade.

Quais as novidades previstas para 2022 nesta solução de gestão de frotas?

A Frotcom dispõe de uma equipa de I&D que está permanentemente a desenvolver a solução, com o lançamento de novas funcionalidades cerca de 20 vezes por ano. Por exemplo, uma funcionalidade que será lançada em breve consiste num módulo de Driver coaching (formação de condutores) que permite analisar com rigor a condução durante um qualquer percurso, com dados de telemetria actualizados a cada segundo. Desta forma, os formadores conseguem ver exactamente, em tempo real ou para percursos previamente efectuados, se o condutor está a tirar o melhor partido do motor e mecânica do camião, detectando-se mais facilmente as razões para uma condução mais ineficiente e redundando em gastos desnecessários de combustível. Este desenvolvimento faz parte de um roadmap de lançamentos que pretende dar cobertura aos pedidos de clientes e reforçar a posição da Frotcom como líder no sector de gestão de frotas nos mais de 40 mercados onde está presente.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...