Geração Millennial, afinal, não é toda igual

Comunicar para os millennials tem sido uma das principais preocupações das marcas, no entanto, será que o estão a fazer da forma mais correcta? Um estudo elaborado pela Carat revela que, afinal, apenas 42% dos consumidores desta geração corresponde ao conceito criado à sua volta de cidadãos híper-ligados, trendsetters e extrovertidas digitalmente.

Depois de inquirir 14 mil pessoas entre os 15 e os 34, a Carat considera que o estereótipo não faz sentido. Em declarações reportadas pela Advertising Age, Doug Ray, CEO e presidente global da Carat, afirma que comunicar para os millennials como um único segmento gigante é como comunicar para um país inteiro.

Os dados obtidos através de cookies nos sites não são suficientes para conhecer, de facto, os consumidores já que visitar quatro vezes o site da Vogue não faz do utilizador um especialista em moda, como explica Doug Ray. É necessário conhecer melhor os seus hábitos, inclusivamente os que dizem respeito à vida para lá do mundo digital.

A restante geração Millennial é composta em 23% por “Alter-Natives”, consumidores inconformados, preocupados com a privacidade online e que, por isso, apenas partilham as suas informações com quem querem. Os “Lifeprenuers” correspondem a 19% desta geração e são descritos como ambiciosos, preferindo marcas de confiança e práticas. Por fim, a Carat identifica os “BetaBlazers” que representam 16% dos millennials. São consumidores que preferem marcas direccionadas para o conteúdo e que apresentem produtos com história.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual