“Freelancer do Dia CCP by Marketeer”: Cristiano Pedroso-Roussado

É difícil sobressair por entre dezenas de curriculos. A partir de certa altura, os nomes confundem-se e aquele que poderia ser o par perfeito para um projecto na calha acaba por fugir. Partindo do directório lançado pelo Clube Criativos Portugal (CCP), a Marketeer propõe conhecer melhor alguns dos talentos freelancers nas áreas da criatividade e comunicação.

Cristiano Pedroso-Roussado (cientista e designer estratega) é o mais recente protagonista da rubrica “Freelancer do Dia CCP by Marketeer”, que apresentará, duas vezes por semana, exemplos de quem decidiu aventurar-se por conta própria.

Qual foi a melhor coisa que já fizeste?

Esta pergunta é difícil pois depende do que se entende por melhor. Na minha forma de ver as coisas, o ‘melhor’ só pode ser visto de uma maneira – aquela que contribui para uma manutenção das melhores condições éticas para as pessoas e para o planeta. Neste sentido, a melhor coisa que fiz foi ter passado várias quinzenas a trabalhar como voluntário numa organização ambiental. O nosso trabalho consistia na erradicação de espécies de plantas invasoras, na plantação de flora endémica, de restauro de património em ruínas, na construção de estruturas de apoio ao ecossistema, etc.

Este trabalho ditou os moldes para um outro projecto que comecei há cerca de um, dois anos, que é o Forest Gardening Explorer. A ideia base é projectar a Terra a 100-500 anos, numa óptica de quasi-simbiose entre o humano e o ecossistema. Fazendo uso dos conhecimentos de ecologia, agricultura, silvicultura, sociologia, antropologia e economia de base rural, pretendo criar um lugar físico e de certa forma espiritual para benefício da comunidade próxima. A estratégia deste projecto é diferente, pois estende-se a um tempo para além da minha vida, e esse desafio, de criar algo que dure e que ajude a manter a saúde de ecossistemas e comunidades, é algo que me orgulho muito de estar a explorar e a experimentar.

Qual é o projecto que queres fazer a seguir?

A minha base de formação é a biologia. Nunca aceitei a biologia de conservação, nem a molecular, de uma forma ausente da sociedade. Portanto, o projecto que quero fazer a seguir é revolucionar a indústria da moda – uma das mais poluidoras e dramáticas que se conhece. Pretendo fazê-lo usando a biologia. A ideia base consiste na montagem de uma indústria que use materiais biológicos para a produção de tecido. O grande desafio aqui é aliar a criação de uma indústria nova ao desenvolvimento estratégico de uma proposta de valor que faça uso exclusivo do marketing associado à sustentabilidade. Este projecto também é de longo prazo.

Porque é que te devem contratar?

A minha base de formação cobre uma série de temáticas, desde a biologia, ao design estratégico, passando pela psicologia. Inclino-me de forma automática para a análise crítica e aprofundada das temáticas, criando uma base de entendimento prévia ao desenvolvimento de soluções. A principal razão pela qual me devem contratar é a certeza que eu questiono de forma frontal e pragmática qualquer assunto.

Não tenho ainda portefólio suficiente que me coloque no patamar da excelência nas áreas criativas. Contudo, ao longo da minha carreira, identifico os seguintes marcos: a) Idealizei e criei um departamento dedicado ao futuro de um empresa portuguesa – a Mendes Gonçalves SA. Em termos numéricos, esta empresa é uma PME que factura cerca de 28 milhões de euros por ano, empregando à volta de 250 pessoas; b) Captei financiamento na ordem dos 500 mil euros em fundos europeus de base científica para a investigação e desenvolvimento de novos produtos alimentares; c) Ganhei uma das mais prestigiadas bolsas de doutoramento a nível europeu e mundial – Marie Sklodowska Curie – para estudar a relação entre os fungos do microbioma e a longevidade humana, aprendendo também com empresas inovadoras que já actuam neste sector.

Comentário sobre a situação em que vivemos

Sobre esta questão vou tentar ser breve pois acredito que será necessário tempo para reflectir e discutir quando a pandemia acabar. Esta não é altura para prognósticos. E nunca foi altura para alarmismos. Uma sociedade ignorante cede ao medo mais facilmente e é isso que todos devemos evitar. Quando digo todos, olho principalmente para os órgãos de comunicação social, pois esses têm o dever de informar e não de alarmar nem de propagandear, nem de falsear. Enfim. Sobre a situação actual, é conhecido que o tecido empresarial português é composto sobretudo por pequenas e médias empresas, cujos administradores não possuem, na sua maioria, formação académica. Estes dois factos não são um mau presságio per si, mas são-no quando o conhecimento não faz parte da cultura interna. Conhecimento para se prepararem para os tempos modernos. Preparação poderá nem ser mais do que ter um plano de contingência em cima duma análise estratégica robusta da sua envolvente externa.

Dito isto, está aos olhos de todos quão despreparadas estão as instituições estrategicamente para mudanças bruscas na sua envolvente externa.

Desde quando és freelancer e porquê?

Sou-o desde o fim de 2018, mas é algo que ainda não interiorizei completamente. Foi uma decisão natural, creio eu. A vontade de fazer coisas por minha própria iniciativa e trabalhar no sentido de ajudar os outros com todo esse trabalho desenvolvido de forma mais livre é a pedra basilar de ser freelancer. No fundo, só pretendo ajudar os outros.

Quais as vantagens e desvantagens de ser freelancer?

Como não sou freelancer há muito tempo, não tenho muita experiência para responder a esta questão. De certeza que os meus colegas saberão avaliar com mais pormenor as vantagens e desvantagens do freelancer. Até agora, assumo que a liberdade em explorar as temáticas da actualidade de maneira a poder usá-las em prol dos outros, melhorando as suas estratégicas para o presente e futuro é a maior vantagem. Desvantagem? Talvez a incerteza se haverá interesse no nosso trabalho, se o nosso esforço será ou nosso recompensado…

Para conhecer melhor Cristiano Pedroso-Roussado:

Directório CCP 

https://freelancers-ccp.webnode.pt/freelancers/

Portefólio

https://cmpr-portfolio.weebly.com/

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...