Francisco Viana (CGD): «Acelerámos o investimento no desenvolvimento das nossas apps»

«A Caixa esteve sempre na linha da frente, as nossas agências nunca fecharam», lembra o director de Comunicação e Marca da Caixa Geral de Depósitos (CGD). De acordo com Francisco Viana, que compara o banco aos supermercados que também não pararam mesmo nos períodos de confinamento, a CGD colocou a segurança em primeiro lugar para garantir que os clientes podiam continuar a contar com as respectivas agências.

Por outro lado, verificou-se uma preocupação maior com os serviços digitais, fazendo com que a CGD seja um exemplo deste novo mundo híbrido que surge no decorrer da crise sanitária e que deu mote à 16.ª Conferência Marketeer. Presente numa mesa redonda sob o mote “Os desafios da distância”, Francisco Viana foi um dos oradores convidados do evento.

«Acelerámos o investimento que fizemos no desenvolvimento das nossas apps para proporcionar uma melhor experiência, com mais serviços aos nossos clientes. Desenvolvemos os pagamentos contactless», conta o director de Comunicação.

Acompanhe o testemunho de Francisco Viana na íntegra no vídeo em baixo:

pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...