Fotógrafo João Pina cria campanha de crowdfunding

Há pouco menos de duas semanas, no dia 1 de Maio, o fotógrafo João Pina foi assaltado, em Buenos Aires, quando regressava de um trabalho no treino do clube de futebol do Boca Juniors, no conhecido bairro de La Boca. No assalto à mão armada, levaram-lhe todo o seu material fotográfico incluindo uma câmara, quatro objectivas e as fotografias que havia tirado.

Como trabalha como fotógrafo freelancer, não pôde contar com nenhum seguro para o efeito, inclusivamente da parte da revista para que estava a trabalhar no momento. Por isso mesmo, transformou o assalto numa campanha de crowdfunding.

Mas porquê crowdfunding? João Pina explica que «o recurso ao crowdfunding, deu-se devido à sugestão de vários amigos e outros colegas fotógrafos que souberam deste episódio, e se ofereceram de imediato para ajudar financeiramente». De resto, este sistema não é novidade para o fotógrafo que já havia recorrido a campanhas deste género para poder terminar o projecto Condor de que é autor.

João Pina lembra ainda que em 16 anos de trabalho e mais de dez na América Latina, é a primeira vez que algo semelhante acontece. «Já tive ‘pequenos’ roubos, como durante as manifestações em São Paulo em 2013, em que me puseram a mão dentro da bolsa e me tinham levado uma objectiva. Mas algo à mão armada, em que fosse um confronto directo comigo, foi de facto a primeira e espero que a última vez», conta.

A campanha de crowdfunding está a decorrer aqui, até dia 7 de Junho. Até agora, já foi angariado cerca de 38% do valor total pedido, que é de 8500 euros. Como é hábito, quem contribuir para a campanha tem direito a algo simbólico em troca. Neste caso é um email de agradecimento e a gratidão eterna de João Pina.

Texto de Filipa Almeida

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)