Fixando quer alcançar o público generalista e chegar além dos meios urbanos

Em Novembro de 2021 surgia a campanha “Não sabe? Não invente.” da Fixando, que juntava pela primeira vez a plataforma dedicada à contratação de serviços online à agência criativa da Deloitte, Acne. Agora, quase um ano depois, a marca volta a apostar neste mote, lançando uma nova vaga do mesmo conceito.

E se na estreia do trabalho publicitário o objectivo era solidificar a categoria de plataformas online de contratação de serviços e afirmar a Fixando como uma referência no mercado, agora, o propósito passa por colocar a marca no top of mind dos clientes, alertando, de uma forma leve e divertida, para aquilo que pode correr mal quando se tenta fazer as coisas sem ajuda de um especialista.

Depois de registarem um crescimento na ordem dos 50%, tanto em pedidos de clientes como em faturação e utilizadores activos no final da primeira vaga da campanha, a Fixando quer agora alcançar o público generalista e que não está tão presente no digital, além de chegar a todo o território nacional e não apenas aos meios urbanos.

Além disso, e no revés da moeda, a plataforma pretende também «inspirar mais portugueses a juntarem-se à Fixando enquanto especialistas», dando-lhes «oportunidades de negócio», revela em entrevista à Marketeer Alice Nunes, directora de Novos Negócios da Fixando.

«Na Fixando acreditamos que todos temos um talento que alguém procura e que nos pode trazer uma fonte de rendimento extra, e é com essa premissa que temos trabalhado nos últimos meses em diversas campanhas de angariação de novos especialistas, desde petsitters a costureiras. Em simultâneo, estamos também a desenvolver parcerias com diversas associações e organizações profissionais com o intuito de permitir aos nossos utilizadores encontrar cada vez mais empresas e profissionais especializados na Fixando.»

Neste sentido, Alice Nunes revela que um dos principais desafios que a plataforma enfrentou quando surgiu no mercado português foi desmistificar a contratação de serviços online e mudar hábitos muito consolidados pelos portugueses. «Para muitos portugueses, as plataformas online de contratação de serviços ainda não surgem naturalmente como uma opção para responder às suas necessidades, mas estamos cada vez mais próximos do consumidor e reconhecemos que o contexto pandémico impulsionou mutações no setor dos serviços, com uma migração quase imediata de serviços e de clientes para o online.»

Assim, a plataforma quer continuar a assegurar que todos os clientes que chegam à Fixando conseguem, num curto espaço de tempo, de uma forma simples e prática, encontrar o melhor especialista, ao melhor preço, para o seu projecto, enquanto ajuda a impulsionar as empresas e especialistas que confiam na Fixando para encontrar novas oportunidades de negócio.

Ler Mais



loading...
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...