Fidelização: gerar confiança e criar intimidade

O programa de fidelização não é só fidelização. Tem essa componente base, que é a origem, mas é essencialmente um instrumento de conhecimento dos clientes. O que se faz com a data pode, depois, fazer toda a diferença na proposta de valor aos clientes.

Texto de Maria João Lima

Foto de Paulo Alexandrino

Apesar de o tema programas de fidelização ser objecto de conversas de forma regular, há ainda algumas dúvidas que muitas vezes os confundem com fidelização pura e dura – onde se inclui, por exemplo, o serviço que ajuda a manter os clientes fiéis – ou com os cartões de fidelização – um dos instrumentos que se pode usar em programas de fidelização mais abrangentes.

Foi com o assegurar desta base de entendimento que se iniciou a conversa sobre programas de fidelização, que juntou à mesa, para tomar o pequeno-almoço, no Hotel Vila Galé Ópera (Lisboa), Anabela Silva (BP), Hugo Vicente Freitas (SL Benfica), João Filipe Torneiro (Galp), Manuela Ribeiro (Vila Galé), Miguel Magalhães Duarte (Millennium bcp), Miguel Sampaio Soares (Nos Cinemas) e Tomás Ribeiro (Continente).

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Outubro de 2018 da revista Marketeer.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Quer poupar 700€ por ano no seguro do carro? Saiba como