Facebook compra Instagram por 765 milhões de euros

instagram-polaroid11A rede social Facebook anunciou que chegou a acordo para adquirir a aplicação de fotografias Instagram por mil milhões de dólares (aproximadamente 764 milhões de euros), que serão pagos em dinheiro e acções.

A aquisição, que será a mais avultada na história do Facebook, foi ontem anunciada pelo presidente executivo Mark Zuckerberg num post publicado naquela rede social. Entretanto, a empresa, sediada em Menlo Park, Califórnia, esclareceu hoje em comunicado, citado pela Bloomberg, que o negócio deverá estar concluído ainda este trimestre.

«Estou entusiasmado por partilhar a notícia de que chegámos a acordo para adquirir o Instagram e que a sua talentosa equipa vai juntar-se ao Facebook», lê-se no post de Zuckerberg. O responsável garantiu ainda que o Instagram continuará a ser desenvolvido de forma independente do Facebook, o que significa que os consumidores poderão continuar a utilizar a aplicação para partilhar fotografias noutras redes sociais, como o Twitter, Google+ e Tumblr. «Acreditamos que [o Facebook e o Instagram] são duas experiências distintas que se complementam entre si. Mas para que tudo corra bem, precisamos de estar cientes de que é necessário preservar e potenciar as forças e características do Instagram, ao invés de integrarmos tudo no Facebook», ressalvou, salientando que o mais importante é ajudar a aplicação a continuar a crescer.

O Instagram é uma aplicação móvel, criada em 2010 por Kevin Systrom e Mike Krieger, que permite aos utilizadores tirar fotografias, adicionar-lhes filtros e depois publicá-las nas redes sociais. De acordo com a agência Bloomberg, é a aplicação gratuita para partilha de fotografias mais popular da App Store, a loja digital da Apple, com cerca de 30 milhões de utilizadores. Desde a semana passada, a aplicação está, para além do sistema iOS, também disponível para Android, o sistema operativo móvel da Google.

Recorde que o Facebook está prestes a estrear-se em bolsa, numa operação que deve valer à empresa cerca de cinco mil milhões de dólares, configurando a maior entrada em bolsa de uma empresa do ramo da Internet.

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
7 formas para se voltar a apaixonar pelo seu trabalho
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo