Executivos preocupados com a adaptação à hiperconectividade

A adaptação às novas tecnologias e em particular ao conceito de hiperconectividade é fundamental para o sucesso das empresas num mundo cada vez mais ligado via internet. O estudo “Hyperconnected Organizations” do The Economist Intelligence Unit com o apoio da SAP revela que 59% dos executivos considera que falhar na adaptação à hiperconectividade é o maior risco a que as suas empresas estão expostas.

Mas o que é a hiperconectividade? Trata-se da crescente conectividade entre pessoas, organizações e objectos, potenciada pela Internet das Coisas, algo que apresenta duas reacções muito distintas entre os inquiridos. Apesar de acreditarem que a hiperconectividade pode ser perigosa para as suas empresas, acreditam também que o crescimento da mesmo pode ter uma influência positiva no mundo em geral e que os seus locais de trabalho serão capazes de se adaptarem à nova realidade.

Fora das organizações, por exemplo, a sociedade humana está cada vez mais interconectada, de acordo com o estudo, já que o número de dispositivos ligados entre si está a aumentar 30 vezes desde 2009 e até 2020.

A internacionalização dos negócios também pode beneficiar da influência positiva que os inquiridos apontaram com 38% a afirmar que a hiperconectividade melhorou a sua capacidade de trabalhar com fornecedores internacionais. De olhos postos no futuro, 45% acredita que uma cadeia de abastecimento cada vez mais globalizada irá permitir-lhe reduzir os custos significativamente.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Acompanha aqui o lançamento oficial do Sapo Prime, uma nova forma de comprar conteúdos jornalísticos
Automonitor
Europa: Vendas da Hyundai superam mercado