Executivos não se importam de pagar por informação

Os jornais lideram por entre os meios digitais de informação mais acedidos pelos C-Levels em Portugal (27%). A conclusão é de um estudo realizado pela Impacting Digital sobre os hábitos de consumo junto dos executivos e decision makers portugueses (CEO, CMOs,…).

Logo depois dos jornais online surgem as redes sociais (21%) e sites especializados (17%). Só depois aparecem as plataformas mais generalistas, como é o caso do Google (13%), YouTube (11%), blogs (8%) e vlogs (2%).

No caso das redes sociais, o Facebook é o mais utilizado (47%). Seguem-se LinkedIn (28%) e Instagram (11%).

O mesmo estudo permite perceber também que os C-Levels não se importam de pagar por informação, apesar de a maioria dos conteúdos serem disponibilizados gratuitamente. Os sites de economia surgem em primeiro lugar (37,5%), à frente dos jornais online (25%).

Além disso, o smartphone é o grande vencedor no que diz respeito ao acesso à informação online. Excepção feita no período da tarde, quando os inquiridos preferem utilizar o computador portátil ou desktop para se pôr a par da actualidade.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo