Este enoturismo presta homenagem ao vinho de talha

Um novo espaço de enoturismo que pretende dignificar e valorizar as artes associadas à produção de vinho de talha. É assim a Casa das Talhas, projecto da Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito (ACVCA) em pleno Alentejo. A inauguração coincide com a candidatura desta prática milenar a Património Cultural da Humanidade pela Unesco.

Fruto de um investimento de mais de 375 mil euros, financiado em 90% pelo Programa Valorizar do Turismo de Portugal, a Casa das Talhas visa também promover o desenvolvimento turístico e económico da região. Aqui, é possível conhecer o processo, levado pelos romanos para o Alentejo há dois milénios.

Quem passar pela Casa das Talhas terá à sua disposição visitas guiadas com provas de vinhos, que oferecem a oportunidade de conhecer as vinhas e a adega, mas também as Ruínas de S. Cucufate e o Convento de Nossa Senhora das Relíquias. A oferta inclui ainda workshops vínicos, actuações de cante alentejano, almoços e jantares sob encomenda.

A Casa das Talhas tem capacidade para 100 pessoas e pode ser alugado para eventos, desde festas de aniversário a encontros corporativos. Vai estar aberta todos os dias da semana, já a partir de Novembro.

«Pela herança histórica, cultural e o peso económico que a Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito tem nesta região, consideramos que é uma mais-valia investir neste projecto de enoturismo», comenta Miguel Almeida, presidente da associação. «A Casa das Talhas acrescenta valor à rota de enoturismo do Alentejo e esperamos que contribua para o aumento de número de visitantes na região e alavanque o desenvolvimento económico», conclui, em comunicado.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Automonitor
Produção de carros em outubro quase nos 15%