Escolas portuguesas sobem no ranking do Financial Times

A Porto Business School, a Católica Lisbon School of Business & Economics e a Nova School of Business and Economics  fazem, mais uma vez, parte do ranking “Executive Education” do Financial Times, referente a este ano. Todas subiram alguns lugares face ao ano passado, mas em categorias diferentes.

No caso da Porto Business School, regista-se uma subida de três posições na categoria “Open Enrolment Programme Providers” (70º) e outra de seis lugares na categoria “Custom Programme Providers” (63º). Foi a única escola portuguesa a subir na classificação destas duas áreas.

A instituição do Porto viu ainda o seu trabalho distinguido no que respeita ao acompanhamento e implementação dos conhecimentos adquiridos pelos alunos quando acabam a sua formação. Na categoria “Follow Up”, a escola ocupa o 34º lugar a nível mundial, duas posições acima relativamente a 2015. Já no critério que avalia as “parcerias internacionais”, é a quarta melhor escola de negócios do mundo e a número 1 em Portugal.

A Católica Lisbon School of Business & Economics, por seu turno, destaca-se no top europeu, sendo a única escola portuguesa a estar no top 20 da Europa para a área de Formação de Executivos. Ficou em 19º lugar. A escola de Lisboa conseguiu ainda escalar 10 lugares na classificação dos programas dirigidos a empresas, conquistando a 41ª posição a nível global.

Já a Nova School of Business and Economics ficou em 63º a nível mundial em “Customised”, subindo seis lugares. A escola de Lisboa subiu também três lugares em “Open”, alcançado o 63º.

O Global MBA Ranking 2016 também tem uma posição ocupada por um nome português. O The Lisbon MBA é o 40º melhor do globo.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Esta ferramenta promete vir revolucionar a Segurança e Saúde no Trabalho
Automonitor
AUTOBEST 2020: Novo Opel Corsa é um dos finalista