Equilíbrio entre vida pessoal e profissional preocupa portugueses

O equilíbrio entre a vida pessoal e profissional é a principal preocupação de 29% dos portugueses. No entanto, para os restantes países europeus, este factor ocupa apenas o 11.º lugar na lista das preocupações, como revela o “Estudo Global de Confiança dos Consumidores” da Nielsen. Par além deste equilíbrio, os consumidores portugueses preocupam-se também com a saúde (27%), segurança profissional (26%) e economia (19%).

Relativamente ao Índice de Confiança, os portugueses registam um aumento de oito pontos no último trimestre, face ao período homólogo do ano passado, alcançando os 65 pontos. A média global manteve os 98 pontos e a média europeia aumentou para 79 pontos.

Quando questionados sobre o futuro, 14% dos consumidores em Portugal referiram estar satisfeitos com as perspectivas de emprego relativamente aos próximos 12 meses. Mais: 29% estão optimistas em relação às suas finanças pessoais e 20% acredita que o próximo ano será a melhor altura para comprar aquilo que querem ou precisam.

Ainda assim, a poupança não fica de fora. O estudo na Nielsen indica que 46% pretende continuar a poupar no gás e electricidade, mesmo depois da situação económica ter melhorado, e que 26% tenciona poupar no entretenimento fora de casa. Existe ainda quem queira poupar nas refeições de take away (25%) e novas roupas (25%).

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)