Entregas rápidas alavancam supermercados online

O que é que falta para as compras de supermercado online descolarem? Entregas rápidas poderá ser uma das respostas, segundo um estudo da Capgemini. A consultora descobriu que não é suficiente disponibilizar um serviço de entregas, é preciso assegurar que essas entregas acontecem no próprio dia – de preferência, no espaço de apenas algumas horas.

Mais de metade dos compradores digitais de produtos de mercearia inquiridos pela Capgemini garante que seria mais leal a determinado retalhista se este oferecesse entregas no prazo de duas horas. Além disso, 61% indica que entregas no próprio dia aumentariam a sua devoção à marca.

O estudo, realizado a nível global, revela também que apenas 19% dos retalhistas online disponibiliza entregas em duas horas e que 98% propõe prazos de entregas de um a três dias, o que não satisfaz as exigências dos clientes.

«À medida que os consumidores se habituam à economia on-demand, começam, finalmente, a redireccionar as suas compras nesta direcção. Mas, primeiro, os retalhistas precisam de provar que conseguem cumprir aquilo que os consumidores querem, quando querem», comenta Andrew Lipsman, analista da eMarketer.

Em Portugal, o El Corte Inglés é o mais recente player a seguir a tendência e a disponibilizar entregas rápidas. O serviço premium Click & Express está a ser lançado esta semana e abrange mais de 100 mil artigos.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo