Emojis também servem para analisar consumidores

E se em vez de utilizarem palavras para descrever as suas reacções a determinado anúncio, os consumidores forem desafiados a usar emojis para esse fim? Foi isto que a Emogi, especializada em soluções de publicidade assentes em emojis, propôs no seu mais recente estudo. Travis Montaque, CEO e fundador da empresa, afirma que «os emojis não só capturam nuances de sentimentos que podem não ser visíveis em texto, como também é uma forma mais fácil dos consumidores darem feedback aos anunciantes».

Quando questionados sobre as razões que os levaram a seleccionar um emoji positivo para descrever um anúncio, 68% dos inquiridos referiu a relevância, 67% o interesse e 61% a importância. Já 55% dos participantes considera que é informativo e 54% diz acreditar que a mensagem do anúncio era importante para si. A razão menos apontada passa pelo facto do anúncio ser diferente de outros, de acordo com 35% das pessoas que fizeram parte do estudo. No que diz respeito a escolher emojis negativos para descrever um anúncio, os principais motivos passam por não acreditar na mensagem e estar interessado mas não naquele momento.

O mesmo estudo da Emogi refere ainda que as mulheres utilizam mais estes símbolos do que os homens e que 92% da população online utiliza emojis para comunicar. Adicionalmente, não são apenas os Millennials que utilizam os emojis, já que 62,3% dos inquiridos com mais de 35 anos são também utilizadores frequentes.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual