EMEL lança rede de bicicletas partilhadas no próximo ano

O primeiro semestre do próximo ano ficará marcado pelo lançamento de uma rede de bicicletas partilhadas em Lisboa. O projecto da Empresa Municipal de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) deverá começar por abranger apenas a zona do Parque das Nações mas será, depois, alargado a toda a cidade.

Luís Natal Maques, presidente da EMEL, afirmou à agência Lusa que a escolha do Parque das Nações para a primeira fase prende-se com o facto de ser uma zona mais contida. Citado pela SIC Notícias, o responsável avança ainda que a empresa escolhida para avançar com o projecto é a Órbita, após a realização de um segundo concurso público.

No primeiro, o valor base associado era de 28,9 milhões de euros para um prazo contratual de 108 meses – o equivalente a nove anos. Já no segundo concurso, o preço base baixou cerca de 20% para 23,09 milhões de euros.

Quanto ao modelo de negócio, Luís Natal Marques esclarece que as receitas deverão ter origem na venda de bilhetes e publicidade. O passe anual deverá custar 36 euros e o bilhete diário 10 euros, fazendo com que a receita prevista por ano seja de 897.321 euros. Já no que respeita a publicidade, a EMEL prevê cobrar 350 euros por bicicleta, o suficiente para registar 400 mil euros anuais.

A rede será composta por 940 bicicletas eléctricas e 479 convencionais, distribuídas por 140 estações.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
CTO da Altice Portugal distinguido como «Inovador do Ano»
Automonitor
Vídeo: Mesa redonda da 2ª conferência do AUTOMONITOR