El Corte Inglés alerta para desigualdade na concorrência

A presença do El Corte Inglés na edição deste ano do Fórum Económico Mundial, a decorrer em Davos, tem como principal objectivo alertar para as actuais desigualdades no mercado da distribuição. Os grandes armazéns espanhóis consideram que não é possível competir de igual para igual com gigantes online como a Amazon.

De acordo com o jornal El Mundo, Dimas Gimeno, presidente do El Corte Inglés, está a aproveitar todas as oportunidades possíveis para falar sobre o assunto. O responsável defende que é necessário unir forças no sector europeu da distribuição e fazer chegar o problema aos vários governos da União Europeia.

A Segurança Social é um dos campos em que o El Corte Inglés considera não existir igualdade, a par da tributação fiscal. Por outro lado, um dos argumentos utilizados por Dimas Gimeno no sentido de defender a importância de retalhistas tradicionais passa pela geração de emprego – por oposição à Amazon. Segundo dados reportados pela mesma publicação, o El Corte Inglés emprega 100 mil trabalhadores e é responsável por um volume de negócios equivalente a 2,5% do PIB de Espanha.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Kapten lança função de arredondamento solidário