EDP investe 2,8 milhões na restauração do Museu do Ipiranga

A EDP será a primeira patrocinadora do restauro do Museu do Ipiranga, no Brasil. A energética portuguesa vai apoiar o projecto com 12 milhões de reais, o equivalente a cerca de 2,8 milhões de euros, através do apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

«Este é um momento histórico, com a aproximação do bicentenário da Independência do Brasil. Como maior investidor português no país, a EDP não podia deixar de estar presente num evento tão importante, juntamente com as autoridades locais e a Universidade de São Paulo», indica Miguel Setas, presidente da EDP Brasil. O Museu do Ipiranga é património histórico da cidade de São Paulo e está encerrado desde 2013.

Miguel Setas adianta que a empresa tem esperança de que outras companhias se juntem à EDP e façam parte do grupo empresarial que ajudará a reconstruir o museu. A obra tem a duração prevista de 30 meses e a reinauguração está prevista para 2022, ano bicentenário da Independência do Brasil.

O Museu do Ipiranga, aberto ao público em 1895, tem um acervo de mais de 450 mil peças, entre objectos, documentos iconográficos e textuais, de até meados do século XX. Uma das obras mais conhecidas de colecção é o quadro “Independência ou Morte”, pintado em 1888 pelo artista Pedro Américo.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Quer ser embaixador da Konica Minolta? E CEO por um dia?
Automonitor
Escapadinhas: Avis lança a campanha “Weekend XXL”