E-Commerce volta a crescer mas os preços também

O comércio electrónico cresceu, a nível global, 11% no terceiro trimestre deste ano. Mas os preços também aumentaram, o que se traduz num menor número de encomendas.

De acordo com o Shopping Index Report da Salesforce, que compara os números com o terceiro trimestre de 2020, a inflação fez descer o tráfego online em todas as categorias e sectores, levando os consumidores a pagarem mais 12% pelos mesmos produtos.

O aumento do consumo demonstra uma recuperação face aos 2% registados no segundo trimestre de 2021. A categoria mobília regista o maior crescimento, com um aumento de 50% face ao terceiro trimestre de 2020. Já a categoria de electrónica e acessórios apresenta a maior queda nos gastos dos consumidores (9%), comparando o mesmo período nos dois anos.

Destaque ainda para o facto de, pela primeira vez, se assistir a um aumento impulsionado inteiramente pelo crescimento do gasto por parte do consumidor, ao mesmo tempo em que o tráfego está a diminuir (-2%). “Não se trata de um declínio surpreendente, uma vez que à medida que o mundo vai desconfinando, os consumidores voltam às suas vidas normais, o que provavelmente significa menos visitas online e mais tráfego físico. Mas os aumentos nos gastos dos consumidores estão a assegurar todo o crescimento do e-commerce, com um aumento de 13% no terceiro trimestre”, explica a Salesforce em comunicado.

Os dados da Salesforce indicam que a inflação está a afectar o retalho e o consumo a um ritmo mais rápido. Os móveis estão a ter o maior aumento nos preços, crescendo 32% no último trimestre. A electrónica e os brinquedos também estão a demonstrar um aumento nos preços, ambos registando um crescimento de 21% em relação ao ano passado.

Quanto aos produtos que chegaram ao mercado durante o terceiro trimestre de 2021, estão listados a um preço médio 14% superior aos novos itens que chegaram ao mercado no terceiro trimestre de 2020. Os sectores que lideram esse crescimento são os da beleza, brinquedos, decoração e malas de senhora.

“Com base nestes dados torna-se então claro que os consumidores estão a pagar mais pelos seus produtos, factor que leva inevitavelmente a alterações nos hábitos de consumo, a uma oferta restrita e ao desemprego elevado, com o mundo a caminhar para períodos de estagflação”, refere a Salesforce.

Ler Mais
pub


Artigos relacionados
Comentários
A carregar...