Dolce&Gabanna condenados a mais de um ano de prisão

D&G_2O Tribunal de Milão condenou os designers italianos Domenico Dolce e Stefano Gabbana a um ano e oito meses de prisão por evasão fiscal de cerca de mil milhões de euros. Além disso, ficou ainda estabelecido que a dupla deverá ressarcir o fisco italiano com uma provisão de 500 mil euros.

A condenação ditada pelo Tribunal de Milão é no entanto inferior à que foi solicitada pelo fiscalista Gaetano Ruta, que tinha pedido dois anos e meio de prisão para Domenico Dolce e Stefano Gabbana (num crime onde estão imputadas outras cinco pessoas).

Na alegação final pode ler-se que a dupla beneficiou em grande parte da operação que permitiu uma evasão fiscal em grande escala.

O caso começou a ser investigado em 2007 e permitiu que a dupla levasse para a frente a sua empresa após a criação de uma sociedade com sede no Luxemburgo e com o nome de “Gado”.

Os dois designers já fizeram saber que irão recorrer da sentença.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)