Disney lança rival da Netflix em Novembro

12 de Novembro é a data escolhida para o lançamento do serviço de streaming de vídeo da Disney. Os consumidores poderão subscrever o Disney+ por sete dólares por mês (aproximadamente 6,20 euros) – preço significativamente abaixo do oferecido pela Netflix, por exemplo, cujo serviço ascende aos 11 dólares (9,70 euros).

Segundo a Bloomberg, o anúncio do lançamento e preço do serviço fez com que as acções da Disney atingissem um novo marco histórico (perto de 130 dólares por acção). A Netflix, por outro lado, viu o seu valor em bolsa cair 2,1%.

Contudo, a mesma agência noticiosa não antecipa uma luta feroz entre as duas alternativas. Dado o preço mais reduzido do Disney+, é possível que as famílias escolham ter ambos os serviços por menos de 20 dólares (17,70 euros).

Quanto ao portefólio de conteúdos, o Disney+ terá 13 clássicos de animação, 21 filmes produzidos pela Pixar, “Os Simpsons”, séries originais e programas da Marvel e Star Wars. A Disney vai gastar gastar mil milhões de dólares (884 milhões de euros) na grelha de programação ao longo do próximo ano, sendo que não prevê lucrar com o serviço antes de 2024. Nessa altura, espera ter entre 60 e 90 milhões de clientes.

Estados Unidos da América, Oeste da Europa e Ásia serão os primeiros mercados a receber a novidade, ainda este ano. Seguir-se-ão Europa de Leste e América Latina em 2020.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Quer ser embaixador da Konica Minolta? E CEO por um dia?
Automonitor
Escapadinhas: Avis lança a campanha “Weekend XXL”