Digitalização: os primeiros passos no caminho para o Futuro

Por Por Miguel Domingues, Brand manager da Betclic Portugal

Reza o ditado que «quem chega primeiro bebe a água limpa». Além da importante conotação ambientalista adquirida nas últimas décadas, este ditado popular tem sido utilizado na gíria empresarial para reforçar – à semelhança do mundo da competição desportiva – a importância de «chegar ou ser o primeiro». Acredito nesta máxima quando aplicada ao fenómeno da digitalização empresarial, mas também na própria compreensão de algumas das pré-condições necessárias à concretização pelas organizações. Mas chegar primeiro nem sempre é suficiente, tem de se ser relevante e útil.

A digitalização está a gerar novos mercados, e por vezes mercados dentro de mercados, onde as necessidades humanas adquirem uma diferenciação progressiva. Ocupar esse espaço é fundamental para as organizações, sem dúvida; e se tal contribuir para a cristalização das soluções e necessidades dos utilizadores presentes e futuros, «chegar primeiro» permite às organizações tornarem-se especialmente relevantes. Seja como for, deve ser frisado que a tarefa do pioneiro digital é hercúlea – para não dizer aparentemente implausível. Todos os que conhecem as 12 provas de Hércules sabem que, nessa provação, como acontece aliás no caminho do pioneiro digital, o empenho tem de ser total e inesgotável.

Para ser mais concreto, dou como exemplo a abertura da Google Play Store ao mercado de apostas em Portugal. Estávamos, enquanto Betclic, preparados e vigilantes para esta oportunidade e poucos dias depois, lançámos a nossa App na maior loja digital do mundo sendo os primeiros do sector das apostas online. O motivo subjacente a esta presença é o de disponibilizar um serviço ainda mais eficaz, inclusivo e integrado aos apostadores que procuramos servir diariamente e, por outro lado, estender ao sistema Android o sucesso já alcançado com a app no iOS.

Contudo, qualquer tentativa pioneira é pautada por riscos: se a tecnologia não tiver sido atempadamente desenvolvida, se o departamento de compliance não tiver feito as devidas diligências ou o de marketing desenhar a comunicação da mesma, a oportunidade poderá nunca vir a ser materializada, deitando por terra todos os esforços realizados, por vezes conduzindo até a danos irreparáveis. Acredito, além disso, que no caminho do pioneirismo digital ou em qualquer outro, o sucesso de uma marca é o sucesso de todos os seus colaboradores, por isso não devemos em momento algum esquecer o trabalho de equipa; valorizar os colaboradores e a boa comunicação interna. Pois só em empresas com equipas coesas e reconhecidas é que se chega regularmente a «água limpa».




loading...
Artigos relacionados

Comentários estão fechados.