Dia reforça em Portugal e Espanha com aquisição de Schlecker

A cadeia de supermercados Dia adquiriu o negócio da Schlecker, cadeia alemã de produtos de beleza e lar, em Portugal e Espanha, por 70,5 milhões de euros.

A operação aguarda a autorização das autoridades competentes, mas deverá ser concretizada antes de Abril de 2013, como informa a Dia num comunicado enviado à Comissão Nacional do Mercado de Valores (CNMV) de Espanha.

Como refere o económico Expansión, a integração do negócio ibérico da Schlecker na rede Dia contribuiu positivamente para os planos de negócio da cadeia de supermercados. Em Portugal, a empresa ultrapassará as 600 lojas e contará com quatro armazéns, ao passo que em Espanha responderá por mais de quatro mil lojas e 21 armazéns.

A Schlecker detém uma rede comercial de 41 lojas e um centro de distribuição em Portugal e de 1127 lojas e três centros de distribuição em Espanha. Os lucros líquidos da Schlecker em Portugal e Espanha atingiram, no exercício de 2011, os 318 milhões de euros.

Entretanto a Dia garantiu que vai manter a força de trabalho da cadeia alemã, que contempla um total de 4207 trabalhadores, 100 dos quais se encontram em Portugal e 4107 em Espanha.

«Esta operação demonstra a confiança da Dia nas possibilidades de desenvolvimento em Espanha e Portugal, onde apesar de um contexto económico difícil, vemos oportunidades de crescimento, reforçando a nossa liderança e aposta nos formatos de proximidade e acrescentando ao nosso negócio um canal de distribuição especializado», referiu Ricardo Currás, conselheiro delegado da empresa, citado pelo Expansión.

A aquisição da Schlecker permitirá a expansão “da oferta comercial aos consumidores de produtos para o lar, beleza e saúde, mantendo a sua filosofia de oferecer aos clientes proximidade com a melhor qualidade e preço do mercado, contribuindo desta forma para a melhoria do seu poder aquisitivo”, adianta a Dia.

 
Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo