De onde vem a Pureza de Luso?

luso1O Casino do Luso, na Vila do Luso, foi o palco escolhido pela SCC para dar início às comemorações dos 160 anos da marca Água de Luso (1852-2012). Uma marca com quatro fundadores a quem chamaram a atenção as propriedades terapêuticas e termais desta água. Segundo sublinhou Nuno Pinto Magalhães, director de Comunicação e Relações Institucionais da Sociedade Central de Cervejas e Bebidas e da Sociedade da Água de Luso (SAL), durante a cerimónia que decorreu ontem – Dia Mundial da Água -, a Água de Luso é histórica já que «foi a primeira marca nacional em águas engarrafadas».

Raul Simão, responsável de Marketing da Água de Luso, sublinhou que esta é uma marca com uma herança muito forte e rica que fala da sua origem, as quedas de água no Buçaco. «Há gerações de famílias, especificamente de portugueses, que desde cedo se habituaram a consumir esta água», comenta. Uma marca que, garante, é embaixadora da sua região e origem.

O início das celebrações dos 160 anos fica assinalado pelo lançamento da menção “160 anos” que passará a figurar em toda a comunicação da marca, inclusive nos rótulos das embalagens, durante o ano de 2012.

Para o evento de abertura destas comemorações, e na impossibilidade de contar com os 188 colaboradores, a SAL convidou os 16 colaboradores mais antigos e os 16 colaboradores mais recentes da SAL. Estes, juntamente com representantes da comunidade local e diversos stakeholders da marca ficaram a conhecer a história de Maria de Lurdes Nunes Rocha – hoje septuagenária – que aos 9 anos de idade foi escolhida para ser a modelo de uma escultura encomendada a João da Silva pela Sociedade da Água de Luso. Esta escultura acabou por dar origem ao símbolo que consta do logotipo da marca, a que foi dado o nome de Pureza.

Veja aqui este filme e fique a conhecer a verdadeira Pureza:

Texto de Maria João Lima

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo