Crescimento publicitário global abranda em 2020

À medida que a economia global enfraquece, também o crescimento publicitário abranda o ritmo. A previsão é do GroupM e diz respeito a 2020 mas também aos anos seguintes: em todo o mundo, o investimento em publicidade deverá crescer cada vez menos.

Olhando para este ano, o GroupM antecipa um salto de 4,8%, excluindo as campanhas políticas nos Estados Unidos da América. No ano passado, o investimento nesta área tinha aumentado 5,7%. Para 2020 e 2021, a previsão é de um crescimento de 3,9 e 3,1%, respectivamente. Até 2024, o crescimento deverá oscilar entre os 3 e os 4%.

O relatório do GroupM, reportado pela AdAge, indica que o mercado publicitário deverá valer 628 mil milhões de dólares (cerca de 567 mil milhões de euros) no próximo ano. Os Estados Unidos da América serão o país com a maior fatia do bolo, respondendo por 246 mil milhões de dólares (222 mil milhões de euros) do total. Contudo, também aqui se prevê um abrandamento do crescimento de 7,6% antecipado para este ano para somente 5% em 2020 e 3,4% em 2021.

Segundo o GroupM, a publicidade ligada a meios online é, sem sombra para dúvidas, o canal mais importante a nível mundial. No próximo ano, deverá somar receitas na ordem dos 326 mil milhões de dólares (294,3 mil milhões de euros) – um salto significativo face aos 294 mil milhões de dólares (265 mil milhões de euros) apontados para 2019. O digital deverá corresponder a 52% do total da publicidade em todo o planeta já no próximo ano, indica o mesmo relatório.

O ritmo de crescimento da televisão, por seu turno, deverá cair para 3,6% este ano. Um sinal da força que as plataformas de streaming têm ganho? O GroupM indica que as novas formas de ver televisão estão a conquistar o tempo (e a carteira) dos consumidores. Se, por um lado, esta mudança representa um desafio para as marcas habituadas a investir na pequena caixa mágica; por outro, há uma oportunidade para explorar nas plataformas de streaming (Netflix, Hulu ou Apple TV, entre outras) dispostas a incluir a publicidade na lista de fontes de receita. Nestas plataformas, as insígnias encontram espectadores mais envolvidos e ambientes potencialmente mais valiosos.

Juntas, televisão e digital são responsáveis por 80% do total da publicidade a nível mundial. Os restantes 20% cabem à publicidade exterior, imprensa e rádio, sendo que outdoor parece ser o meio mais promissor por entre estes três. As receitas publicitárias de outdoor em 2009 deverão chegar a 39 mil milhões de dólares (35,2 mil milhões de euros). O ritmo de crescimento deverá desacelerar de 5,3% em 2018 para 1,8% este ano, voltando a ganhar força para 2,5% em 2020.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Ter futuro na sua carreira pode depender desta competência
Automonitor
Nissan LEAF em modo drift