Crédito Agrícola vai fundir caixas

crédito agrícolaO Crédito Agrícola vai avançar com um processo de reestruturação interna, que implica o fecho por fusão de algumas caixas, revelou o novo presidente do banco cooperativo, Licínio Prata Pina, numa entrevista à Lusa.

«O que posso dizer é que Caixas com dificuldades económico-financeiras são cinco e temos de tomar decisões que passarão pela fusão delas com outras», disse Licínio Pina, sublinhando que para isso o grupo não precisará de qualquer ajuda do Estado. O responsável garantiu que a reorganização interna não implica qualquer programa de saída de trabalhadores, mas admitiu que serão feitos ajustamentos aos recursos humanos, eventualmente com propostas de reformas antecipadas.

O grupo Crédito Agrícola tem vindo a reduzir o número de caixas espalhadas pelo país, que já foram mais de 100 e hoje são 84, estando a correr no Banco de Portugal o processo para a fusão da Caixa de Estarreja com a de Oliveira de Azeméis. Segundo a Lusa, que cita dados do banco, tem 400 mil associados, 700 balcões em todo o país, uma quota de mercado de 5% nos depósitos e de 3% no crédito.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Outubro 2019
Automonitor
Já viu o novo ultracompacto 100% elétrico da Toyota?