Contratar sem skills de Marketing Digital? É possível?

Por Rogério Canhoto, professor no Iscte Executive Education

Encontramos muitos gestores a dizer que um perfil fundamental para o sucesso das suas empresas é a figura do “modern marketeer”.

Mas o que é isto de um modern marketeer? Quais as competências que um marketeer necessita para ser competitivo no actual mercado de trabalho e gerir com sucesso as iniciativas da sua empresa?

Qualquer bom profissional nesta área necessita das competências básicas de marketing, capacidade de comunicação, conhecimentos de marketing mix, capacidade analítica, mindset de problem solving e, claro, criatividade aplicada ao negócio.

Mas devemos adicionar três outras componentes fundamentais no contexto actual. As skills de customer insight, as skills de marketing digital e as skills de gestão de plataformas digitais.

As skills de customer insight são fundamentais para conhecermos as personas que pretendemos endereçar, a sua customer journey (B2C ou B2B), quais os seus pain points e pleasure points, como valorizam a marca que representamos e como nos devemos posicionar.

Na vertente de skills de marketing digital não é possível uma empresa contratar um profissional sem conhecimentos em inbound ou outbound digital. Que não saiba como dinamizar uma boa estratégia de SEO/SEM e, por consequência, saiba “escrever” para SEO. Ou como desenvolver um bom marketing de conteúdos e promovê-lo em plataformas sociais, entre tantas outras vertentes fundamentais neste novo território.

Claro que alguém que consiga ser um craque nestas vertentes, terá também de ter skills em plataformas digitais de gestão. Saber estruturar as suas campanhas de AdWords, ou de Facebook Paid Ads. Saber para que serve a SEMRush, ou a AHRefs. Saber criar campanhas sobre a HubSpot ou recorrer ao Mailchimp com todas as suas funcionalidades. Compreender as métricas que estas plataformas disponibilizam e adaptar as suas iniciativas de marketing em função dos resultados.

Para alguns, tudo o que eu descrevi é desconhecido, um território por explorar. Têm de estudar e aprender. Hoje em dia, sem conhecer, utilizar ou dominar estas novas “ferramentas” dificilmente irá conseguir desenvolver as suas iniciativas de marketing com eficácia, maximizando o investimento e conquistando mais e melhores clientes.

As empresas debatem-se com a necessidade interna de ter profissionais nas áreas de marketing que sejam cada vez mais “digitais e tradicionais”. No novo contexto, não basta ser “criativo” e conhecer o cliente, é necessário também ser analítico e conhecer as várias ferramentas digitais.

Numa perspectiva externa, encontram o desafio de ter várias gerações na sua base de clientes. Desde os clientes que valorizam mais os meios tradicionais para se relacionarem com a sua marca, como sejam a TV e a rádio nas suas várias formas, aos outros que são muito mais digitais e onde o Instagram e o TikTok fazem parte do seu dia-a-dia. São todos diferentes nas suas customer journeys e os budgets de marketing não se desmultiplicaram da mesma forma que os pontos de contacto nestes novos meios.

Costumo dizer que cada vez mais precisamos de profissionais mais qualificados nestas componentes digitais.

Não acredito em “Digital Experts” dada a amplitude e profundidade de cada uma destas vertentes que mencionei. Não conheço ninguém que domine fortemente todas estas novas ferramentas. Existem, sim, os “Vertical Experts”, que dominam efectivamente uma destas plataformas e que são uma mais-valia para as empresas que os contratam. Pelo que as equipas devem ser multifacetadas e com várias competências disponíveis, em torno dos objectivos.

O primeiro passo deve ser dado, quer pelas empresas, quer pelos profissionais que querem ser mais competitivos. A formação nas várias disciplinas do marketing digital é fundamental pelas razões que enumerei. Quem é que hoje em dia contrata um colaborador para o seu departamento de Marketing que não tenha Digital Skills?

Ler Mais



loading...
Artigos relacionados

Comentários estão fechados.