Continente reaproveita alimentos em fim de vida

Já está disponível a primeira gama de produtos de economia circular do Continente, desenvolvida no âmbito da Missão Continente. A insígnia da Sonae pegou nos produtos alimentares em fim de vida das suas lojas para desenvolver uma selecção de doces e chutneys.

Todos os dias, os supermercados Continente recebem frutas e legumes frescos, fazendo com que os produtos do dia anterior percam valor comercial, segundo é explicado em comunicado. No entanto, por estarem em “excelentes condições de consumo” seria um desperdício deitá-los fora.

A partir de agora, o Continente transforma essas frutas e legumes em novos produtos “de acordo com os mais elevados padrões de qualidade e segurança alimentar”, garante. Doce de Tomate, Doce de Abóbora e Noz, Doce de Tomate e Manjericão, Chutney de Pimenta e Chutney de Cebola são os artigos que compõem a gama de produtos de economia circular da cadeia portuguesa.

«Como um terço dos alimentos produzidos no mundo são desperdiçados, e seriam suficientes para alimentar todas as pessoas que passam fome, é imperativo que a sociedade se mobilize para combater o desperdício alimentar», afirma José Fortunato, administrador da Sonae MC.

O responsável acrescenta que esta é a primeira gama do género feita de excedente de lojas, pelo que «assume o papel simbólico de embaixadora desta mudança de mentalidades». José Fortunato avança ainda que planeiam lançar produtos semelhantes, no futuro.

Continente de Matosinhos, Continente Bom Dia Matosinhos Sul, Continente Modelo Peniche, Continente Colombo, Continente Telheiras e Continente Vasco da Gama são os espaços onde é possível, para já, encontrar os doces e chutneys feitos a partir de produtos em fim de vida.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Isabel Barros distinguida com prémio «Excelência» na liderança. Foi a única portuguesa
Automonitor
Portugal a caminho de bater recorde de produção anual