Conheça o programa das Festas de Lisboa

As Festas de Lisboa arrancam hoje – como não poderia deixar de ser – com as marchas populares. Até domingo, dia 3, a Altice Arena será o palco da apresentação das 23 marchas que irão desfilar na noite de Santo António.

“Como já é tradição, acompanhadas pelos seus padrinhos, as marchas desvendarão este fim-de-semana os temas, figurinos, músicas e coreografias que irão colorir o desfile na Avenida na noite de Santo António”, anuncia a EGEAC em nota de imprensa. Quem passar pela Altice Arena poderá ainda assistir às apresentações da marcha infantil “A Voz dos Operários” (hoje), da Marcha dos Mercados (amanhã) e da Marcha Santa Casa (domingo).

No sábado, dia 2, a partir das 19h30, a Praça do Comércio será o palco das orquestras Geração e Gulbenkian, num concerto para toda a família dedicado a composições clássicas, desde “A Abertura 1912” de Tchaikovsky à “Guerra das Estrelas” de John Williams.

Ainda entre hoje e domingo, e a propósito do Dia Mundial da Criança, o LU.CA, o renovado Teatro Luís de Camões, na Calçada da Ajuda, terá um programa para toda a família com concertos, visitas guiadas, animação de rua, exposições e uma biblioteca. Destaque para o concerto da Orquestra Juvenil Metropolitana (“As Fábulas de La Fontaine”) na sala principal.

O programa cultural das Festas de Lisboa não se fica por aqui. Com uma duração mais prolongada, até dia 6, o Parque José Gomes Ferreira, em Alvalade, recebe a colecção Antiprincesas, sobre “a vida de quatro grandes mulheres, sem coroas nem castelos”, onde se destaca uma leitura dramatizada ao ar livre da obra da escritora brasileira Clarice Lispector.

Já a Galeria Millennium conta com uma exposição das melhores sardinhas da edição deste ano do Concurso Sardinhas Festas de Lisboa. Sem esquecer os arraiais populares, que arrancam já este fim-de-semana, e uma nova exposição pela cidade dos Tronos de Santo António.

Fotografia de José Frade

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo