Como se constrói um líder político?

A associação a um pastor afro-americano com tendências racistas e anti-semitas ou o derrame de petróleo no Golfo do México em 2010 foram alguns dos momentos que ameaçaram a manutenção de Barack Obama na presidência dos EUA. Sean Smith, ex-assessor do presidente norte-americano, foi um dos homens que ajudaram a resolver estas e outras crises políticas

Texto de Daniel Almeida e Rafael Reis

A eleição de Barack Obama para Presidente dos Estados Unidos da América (EUA), em 2008, é um dos momentos mais marcantes da política internacional. Não só pelas razões históricas internas – nunca os norte-americanos tinham escolhido um Presidente negro -, mas também pela própria campanha eleitoral, que soube cativar grande parte dos eleitores norte-americanos e dos “espectadores” estrangeiros (quem não se lembra do slogan “Yes, we can”?) e antecipar o poder das redes sociais – na altura, ainda imberbes.

Para ler o artigo na íntegra, consulte a edição de Agosto de 2014 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Patrões portugueses são os menos instruídos da Europa
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo