Como a adidas está a transformar influenciadores em vendedores

De influenciar a vender directamente vai um salto e a adidas está pronta para dar esse salto. A marca vai desafiar um conjunto de parceiros a vender ténis e acessórios adidas, passando de influenciadores a vendedores. A novidade tem por base o Creators Club, uma espécie de programa de fidelidade criado no ano passado para premiar os fãs mais entusiastas, tal como explica a Fast Company.

Na altura, os membros deste clube tinham apenas acesso a produtos exclusivos ou eventos especiais, mas a adidas decidiu dar um passo em frente. Através de uma nova parceria estabelecida com a plataforma Storr, membros do Creators Club que vendam artigos da adidas receberão uma comissão de 6%. Em alternativa, poderão doar este valor à Girls on the Run, organização que apoia jovens mulheres.

Numa fase inicial, cerca de 10 mil influenciadores serão convidados a assumir o novo papel de vendedores. Chris Murphy, senior director of Digital Activation da adidas, justifica a aposta com a forma como os consumidores decidem comprar um novo par de ténis, actualmente: é junto dos amigos, de “sneakerheads” e de pessoas que fazem parte das suas redes sociais. Por isso, porque não deixar essas pessoas venderem-lhes os ténis em nome da marca?

Citado pela Fast Company, Chris Murphy afirma que está na altura de democratizar aquilo a que chama de “social selling”. Ou seja, vendas no âmbito das redes sociais e de um cenário de influência. Desta forma, em vez de procurarem uma loja que venda o artigo recomendado pela personalidade ou figura pública que seguem no Instagram, os consumidores podem comprar-lhes directamente.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
Está grávida? Veja o que deve (e não deve) fazer se for conduzir