Coca-Cola reforça aposta em versão sem açúcar

“Sabe mais a Coca-Cola. Parece-se mais com Coca-Cola.” É esta a promessa deixada pela nova fórmula desenvolvida para a Coca-Cola Zero, que garante ainda que os restantes atributos típicos desta bebida, como o som e as bolhinhas, se mantêm.

Há 10 anos no mercado português, a Coca-Cola Zero diz estar agora mais próxima do gosto dos consumidores, oferecendo o sabor original sem adição de açúcar. A marca garante que não foram alterados ou acrescentados ingredientes, mas sim melhorada a receita, “num investimento relevante que demonstra a forte aposta na categoria de bebidas sem açúcar”, segundo é explicado em comunicado.

Com o slogan “Ainda melhor sabor”, a nova Coca-Cola Zero conta ainda com uma campanha de comunicação, com criatividade da agência Sra. Rushmore. Trata-se de um projecto publicitário com uma vertente tecnológica forte já que inclui uma aplicação de reconhecimento facial.

Disponível para dispositivos Android, a app Emotional Ads permite detectar as reacções faciais dos utilizadores, classificando-as como “Feliz”, “Apaixonado” ou “Surpreendido”. Os resultados podem, depois, ser partilhados nas redes sociais.

Segundo a marca, esta é a “primeira campanha focada exclusivamente numa variedade de Coca-Cola após a unificação de todas as marcas sob a mesma identidade visual”. Televisão, outdoor, redes sociais, plataformas digitais, pontos de venda e meios próprios são os canais onde é possível encontrar a campanha.

«A Coca-Cola Zero é um motor de crescimento dentro da companhia e este é um dos maiores investimentos realizados por nós na última década no mercado nacional e internacional. Sabemos que milhões de pessoas adoram o sabor da Coca-Cola e a oportunidade de experienciar esse mesmo sabor, mas sem açúcar», conta Tiago Santos Lima, director de Relações Externas da The Coca-Cola Company para Portugal.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
MultiOpticas continua a apostar no apoio a crianças e jovens em risco
Automonitor
Novo Renault Captur com classificação máxima no EuroNCAP