Coca-Cola entra no negócio das cápsulas

i9F_2A Coca-Cola adquiriu uma posição minoritária de 10% na Green Mountain Coffee Roasters por 1,25 mil milhões de dólares (cerca de 921 milhões de euros). A operação inclui um acordo de colaboração conjunta no negócio de bebidas frias em cápsulas.

A norte-americana Green Mountain Coffee Roasters é a fabricante das máquinas de café da marca Keurig, que são compatíveis com cápsulas de café, chá e chocolate quente em pó. O acordo agora alcançado com a Coca-Cola prevê que as duas companhias se unam, ao longo dos próximos 10 anos, na produção de um novo sistema (o Keurig Cold) para a utilização de cápsulas de bebidas frias, nomeadamente refrigerantes (com e sem gás), sumos e chás. A máquina deverá chegar ao mercado no mês de Outubro.

Com base no acordo, a Green Mountain poderá trabalhar para outras marcas, mas será parceira exclusiva da Coca-Cola para a produção e distribuição dos seus refrigerantes em cápsulas. No entanto, as duas companhias não avançaram se os refrigerantes da marca homónima (e mais conhecida) Coca-Cola fazem parte do lote de bebidas que serão transformadas em cápsulas.

Com este negócio, a gigante norte-americana, que detém no seu portefólio mais de 500 marcas, pretende fazer face à concorrência crescente das bebidas frias de café e bebidas energéticas, que têm conquistado cada vez mais consumidores. «Este não é um negócio que beneficie apenas uma das partes, mas que traz novas oportunidades para as nossas marcas», afirmou Muhtar Kent, CEO da Coca-Cola.

A Green Mountain Coffee Roasters já vendeu mais de 30 milhões de máquinas Keurig em todo o mundo para o mercado doméstico e para escritórios. No último trimestre, a empresa, sediada em Waterbury, Vermont, EUA, facturou 1,39 mil milhões de dólares (cerca de mil milhões de euros).

 

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
Está grávida? Veja o que deve (e não deve) fazer se for conduzir