Co-fundador do Pinterest abandona empresa

sciarra1Paul Sciarra, um dos três co-fundadores do Pinterest, anunciou ontem que vai deixar de ter um papel activo na companhia, através de um post publicado no blogue oficial daquela rede social.

«A companhia cresceu, o produto evoluiu, e eu também mudei pelo caminho. Depois de muita reflexão e de muitas conversas com o Ben [Silbermann, CEO e co-fundador do Pinterest] e outras pessoas, decidi que esta era uma boa altura para me retirar formalmente do envolvimento diário» na empresa, lê-se no post publicado no blogue.

Sciarra prepara-se agora para assumir funções na Andreessen Horowitz, uma empresa americana de gestão de fundos de investimento privados. Não obstante, vai manter-se como conselheiro, dono da Pinterest e «um dedicado pinner», isto é, um utilizador assíduo da rede social que co-fundou.

O Pinterest, uma rede social que permite fixar fotos e vídeos em murais virtuais, é o site com o ritmo de crescimento mais rápido da história dos Estados Unidos. De acordo com o site da Exame brasileira, o número de utilizadores mensais da rede social aumentou de 170 mil em Fevereiro de 2011, para 13,2 milhões em Dezembro desse ano.

«Ainda que isso seja difícil de imaginar hoje em dia, perdi muitas noites de sono quando lançámos a primeira versão [da rede social] no início de 2010, quando quase ninguém, excepto um punhado de familiares e amigos, a utilizava. Agora, milhões de pessoas de todo o mundo usam o Pinterest, e estamos no caminho certo para transformar muitas mais em ‘pinners’!», diz Paul Sciarra acerca do percurso da empresa.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Tem dificuldade em encontrar espaços para conferências? Há salas renovadas em Lisboa.
Automonitor
Volvo quer impacto climático neutro em 2040