Citroën começa a dar a volta

Menos modelos, separação das três marcas – com autonomia da DS – e maior cobertura do mercado são três dos pilares da estratégia do Grupo PSA Peugeot Citroën para dar a volta e crescer. Para Olivier Quilichin, director-geral da Citroën em Portugal, este é o caminho e as vendas do Cactus já o podem comprovar

Texto M.ª João Vieira Pinto
Fotografia Paulo Alexandrino

«Com o plano “Back in the Race”, tenho a ambição de acelerar a recuperação do grupo canalizando todo o potencial criativo das equipas, para retomarmos rapidamente o caminho da rentabilidade.» As palavras são de Carlos Tavares, presidente mundial da PSA Peugeot Citroën, no dia em que apresentou o plano Back in the Race.

Olivier Quilichini, o director-geral da Automóveis Citroën, filial portuguesa da marca francesa, acredita que os primeiros passos foram dados em terreno seguro e que será por aqui que se fará o futuro do grupo. O objectivo, como diz, «é ganhar mais valor com cada uma das marcas» e isso, acredita, será conseguido a médio prazo.

Para ler a entrevista na integra, consulte a edição de Agosto de 2014 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)