Chocolates Guylian dizem adeus ao óleo de palma

Até ao próximo ano, a Guylian irá eliminar o óleo de palma da lista de ingredientes de todos os seus chocolates. Os Sea Shell e o Praliné Original de Avelã sempre estiveram livres deste componente mas, agora, também os restantes chocolates passarão a ser elaborados a partir de manteiga de cacau 100% pura. Além disso, até 2025, a Guylian espera utilizar somente cacau totalmente sustentável.

«Queremos implementar métodos e receitas próprios da indústria de chocolates premium e, como tal, estamos a trabalhar arduamente para oferecer aos consumidores produtos de chocolate cada vez melhores em sabor, mas também mais indulgentes, mais sustentáveis e mais saudáveis», afirma Mieke Callebaut, CEO da Chocolaterie Guylian. A responsável explica que esta mudança implica um aumento significativo de custos para a empresa mas que este é o passo certo.

Em comunicado, a Guylian aponta ainda outras alterações à forma como desenvolve os seus produtos. Por um lado, devido a um aumento do número de consumidores com alergias à lecticina de soja, esta foi substituída por lecticina de girassol. Por outro, a marca criou uma nova receita de trufas, com manteiga de karité sustentável e óleo de girassol, que permitiu reduzir em 32% a gordura saturada e em 16% o açúcar.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)