China vai ser o país que mais lucra com os eSports

A China está cada vez mais perto de se tornar o principal mercado quando o assunto são eSports. Segundo dados reportados pelo The Drum, este país asiático deverá superar os Estados Unidos da América em termos de lucro já este ano.

A previsão aponta para 45 milhões de dólares (39,8 milhões de euros), um valor significativamente acima do registado pelos Estados Unidos em 2018 – 28 milhões de dólares (24,8 milhões de euros). Olhando para o total dos cinco maiores players a nível mundial, o estudo “How to Become an eSports Champion” fala num crescimento de 39,6%.

Um outro relatório da PwC revela que as receitas totais dos eSports, também conhecidos como desportos electrónicos, totalizaram 805 milhões de dólares (711,7 milhões de euros). Os patrocínios são responsáveis pela maior fatia do bolo: 277 milhões de dólares (244,9 milhões de euros). Seguem-se direitos de media e publicidade no streaming.

A PwC prevê que as receitas de eSports cresçam a um ritmo de 18.4% ao ano, chegando aos 1,58 mil milhões de dólares (1,4 mil milhões de euros) em 2022.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Page Assessment tem novo Executive manager
Automonitor
Conselhos para conduzir à chuva