CEO da Microsoft vai deixar o cargo

steve-ballmer-580_2Steve Ballmer, CEO da Microsoft desde 2000, anunciou a sua intenção de deixar a liderança da gigante tecnológica nos próximos 12 meses. O anúncio fez as acções subirem para o valor mais alto desde 2009, um sinal de que os investidores acreditam que uma mudança de liderança pode ser benéfica para a empresa.

«Nunca há uma altura perfeita para este tipo de transição, mas agora é a altura certa», afirmou Steve Ballmer, 57 anos, em comunicado. «A minha ideia original sobre o timing era que a minha reforma acontecesse a meio da transformação da companhia para uma empresa de aparelhos e serviços. Mas precisamos de um CEO que esteja cá a longo prazo para encontrar este novo rumo», concluiu.

Ao longo do próximo ano, será encontrado o substituto de Steve Ballmer. O processo será liderado por um comité especialmente formado para o efeito, constituído por alguns membros do Conselho de Administração da empresa, incluindo Bill Gates, co-fundador da Microsoft, e o próprio Steve Ballmer. O comité irá trabalhar com a empresa de recrutamento Heidrick & Struggles International e “irá considerar quer candidatos internos quer externos”.

Desde que Steve Ballmer sucedeu a Bill Gates no cargo de CEO, em 2000, a Microsoft perdeu quase metade do seu valor de mercado, um reflexo das dificuldades da empresa em penetrar nos smartphones e tablets, apesar de manter a liderança no mercado dos computadores pessoais, que está em quebra.

Após o anúncio da saída de Steve Ballmer, as acções da Microsoft dispararam 7,3%, para 34,75 dólares, na bolsa de Nova Iorque.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Acompanha aqui o lançamento oficial do Sapo Prime, uma nova forma de comprar conteúdos jornalísticos
Automonitor
Europa: Vendas da Hyundai superam mercado