Cavalinho reforça aposta em lojas próprias

Teve o maior presépio do mundo e viu-o arder. O Natal nunca mais será o mesmo para a Cavalinho, mas o negócio tem de continuar. Para já, a marca está focada na abertura de lojas próprias, em Portugal e além-fronteiras.

Texto de Daniel Almeida

Em Julho de 2016, um incêndio destruiu o Presépio da Cavalinho, em São Paio de Oleiros, Santa Maria da Feira. Composto por mais de 10 mil peças, detinha o recorde do Guinness do maior presépio do mundo em movimento e tinha recebido nada menos que 750 mil visitantes no Natal de 2015, o último que haveria de celebrar.

Para ler o artigo na íntegra consulte a edição de Dezembro de 2017 da revista Marketeer.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
MultiOpticas continua a apostar no apoio a crianças e jovens em risco
Automonitor
Novo Renault Captur com classificação máxima no EuroNCAP