Catarina Furtado e Continente promovem alimentação saudável

Ao longo dos últimos 30 anos, o Continente tem vindo a desenvolver várias iniciativas focadas na alimentação saudável. Agora, junta todo esse trabalho sob uma só plataforma de comunicação integrada. Chama-se À Roda da Alimentação e conta com Catarina Furtado como porta-voz.

A apresentadora e embaixadora da Boa Vontade do Fundo das Nações Unidas para a População vai ajudar a cadeia de supermercados a colocar em discussão a alimentação em Portugal, focando-se em três áreas: acesso a alimentos saudáveis, promoção da literacia para escolhas saudáveis e sensibilização para hábitos alimentares saudáveis.

Para já, o plano envolve o desenvolvimento de mais de 300 conteúdos durante um ano, período em que Catarina Furtado e o Continente irão dar sugestões de pequenas mudanças que podem trazer resultados muito positivos para todos. Os formatos escolhidos vão desde um programa de televisão a um blog protagonizado pela apresentadora. Estão previstos também podcasts, vídeo podcasts, rubricas de vídeo e artigos na Continente Magazine.

Segundo Catarina Furtado, ainda há muito a conhecer em termos de alimentação e chegou a altura de aprender. «Por mim, pelos meus filhos, pela minha família. Foi por isto que decidi abraçar este projecto de importância tão relevante para os portugueses», conta.

Por seu turno, Luís Moutinho, CEO da Sonae MC, sublinha como os portugueses estão hoje mais atentos a estas temáticas. Os clientes que recebem nos supermercados são mais conscientes e procuram «produtos autênticos, feitos de ingredientes amigos do ambiente, da sociedade e do bem-estar individual: físico e psicológico».

Em entrevista à Marketeer, Tiago Simões, director de Marketing da Sonae MC, explica como foi estabelecida a parceria com Catarina Furtado e de que forma o Continente irá medir os resultados alcançados:

Quais os motivos que estiveram na base da escolha de Catarina Furtado e que fazem dela a pessoa certa?

Não houve muitas dúvidas no momento de escolher um rosto para representar o projecto À Roda da Alimentação. A Catarina Furtado é, certamente, uma das figuras mais conhecidas dos portugueses. Mas, acima de tudo, a Catarina é reconhecida como uma activista dos Direitos Humanos, tendo sempre promovido diversos projectos de responsabilidade social. Aproveitámos esta sua vontade de estar sempre envolvida em iniciativas que melhorem a qualidade de vida das pessoas e convidámo-la para integrar um projecto que se foca na sensibilização para uma alimentação saudável, através de uma dinâmica descontraída que dá a conhecer refeições mais saudáveis, através de dicas e receitas. E a melhor forma de ajudar os portugueses a melhorarem a sua alimentação – e, consequentemente, a sua qualidade de vida – é através de uma figura conhecida e querida de todos eles.

Que ligação tem o Continente com os projectos pelos quais a Catarina dá a cara (Associação Corações com Coroa e Nações Unidas)?

A Missão Continente é um dos principais mecenas da Associação Corações com Coroa. Para além deste apoio que permitiu lançar o projecto, a Missão Continente está ao lado da associação em diversas outras iniciativas, como é o caso do Prémio Comunicação Capazes de Construir, que distingue trabalhos de comunicação que se destaquem na promoção do conhecimento, sensibilização e protecção de Direitos Humanos ou o caso do “CCC Café”, um negócio social cujas receitas revertem para dar emprego a mulheres que se encontrem numa fase difícil da sua vida, como também para sustentar uma programação social cultural ligada às questões dos direitos humanos.

Relativamente à ONU, a acção da Missão Continente está alinhada com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável, que definem prioridades e aspirações do desenvolvimento sustentável global, e todas as suas iniciativas se focam em um ou mais desses objectivos. Portanto, este é também outro ponto de contacto entre o projecto À Roda da Alimentação e a Catarina Furtado, enquanto Embaixadora da Boa Vontade do Fundo de População das Nações Unidas, uma vez que o projecto diversos ODS, nomeadamente o da Boa Saúde e Bem-Estar.

Que métricas serão usadas para aferir o sucesso da campanha (que índices serão medidos e a que prazo)?

O projecto À Roda da Alimentação é, acima de tudo, uma campanha de sensibilização e suporte para que os portugueses tomem as decisões mais acertadas relativamente aos seus hábitos alimentares. Por isso, a campanha visa a democratização da alimentação saudável, muito mais do que servir de suporte de vendas. Do ponto de vista de marketing, este programa é essencialmente composto por mais de 300 conteúdos únicos sobre o tema da alimentação saudável, em formato vídeo, digital e impresso, que serão apresentados em televisão, blog, redes sociais e revista Continente Magazine . O que significa que o sucesso da campanha será medido, principalmente, através da visibilidade desses conteúdos, seja através das views ou do engagement dos utilizadores. As vendas não são o fim primeiro deste projecto e os resultados que queremos gerar não implicam que o cliente compre mais mas sim que compre melhor, optando por produtos mais saudáveis para si e para a sua família.

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Acompanha aqui o lançamento oficial do Sapo Prime, uma nova forma de comprar conteúdos jornalísticos
Automonitor
Europa: Vendas da Hyundai superam mercado