Campanha da Coca-Cola banida no Reino Unido

coca-cola_2A Advertising Standards Authority (ASA), a autoridade que regula o mercado publicitário no Reino Unido, baniu uma campanha da Coca-Cola por considerar que a marca induz os consumidores em erro sobre a quantidade de exercício que é necessário realizar para queimar as 139 calorias presentes numa lata de refrigerante.

Nos últimos meses, a Coca-Cola tem assumido um posicionamento contra o sedentarismo e a obesidade. Desta feita, a marca decidiu mostrar, através da campanha “Be Ok”, que actividades como “Rir alto durante 75 segundos”, passear o cão durante 25 minutos, entre outras, podem ajudar a queimar as calorias de uma Coca-Cola.

No filme, cada uma das actividades propostas pela marca é separada por um sinal “+”, dando a entender que para obter o resultado desejado (queimar as 139 calorias) é necessário realizar todas as actividades apresentadas na campanha. Porém, a ASA, que recebeu queixas por parte de 10 consumidores, considerou que isto não está suficentemente explícito, pelo que alguns consumidores podem ser levados a pensar que bastará realizar uma das actividades – por exemplo, rir durante 75 segundos – para perder 139 calorias.

Segundo a ASA, a Coca-Cola defendeu-se, declarando ter “calculado o gasto de calorias pelas actividades e dizendo que o final do filme inclui um aviso segundo o qual ‘as calorias queimadas podem variar'”. A marca reforçou ainda que os sinais “+” e “-” comunicam de forma clara que é necessário combinar as actividades descritas para perder as 139 calorias.

A campanha é assinada pela Publicis.

Veja aqui o filme transmitido nos EUA, onde a campanha continua no ar, mas comunica que cada lata de Coca-Cola tem 140 calorias (ao contrário das 139 descritas no anúncio no Reino Unido):

Ler Mais
Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
Qual é, afinal, o papel do líder?
Automonitor
Maratonas condicionam trânsito em Lisboa (conheça as vias afetadas)