Calçado cresce nas exportações e postos de trabalho

Desde 2010, o número de postos de trabalhos criados no seio da indústria do calçado subiu 20%. Ao todo, 38.661 pessoas trabalham neste sector, de acordo com dados do Ministério do Trabalho, divulgados pela Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado, Componentes, Artigos de Pele e seus Sucedâneos (APICCAPS).

No relatório “Facts & Numbers”, a associação indica como o calçado tem vindo a crescer em Portugal, nomeadamente no que diz respeito ao número de empresas: mais 18% do que em 2010, num total de 228 novas companhias criadas. No final do ano passado, o número de empresas no mercado nacional ascendeu aos 1473.

Em linha com estes dados, também o número de pares produzidos aumentou. Entre 2010 e 2016, registou-se uma subida de 33%, tendo sido produzidos 82.057 pares de sapatos só no último ano.

Ao nível das exportações, 2016 foi o sétimo ano consecutivo em que o calçado português apresentou crescimento. Desde 2009, as vendas já aumentaram 59% e, na primeira metade do corrente ano, as exportações aumentaram 6%.

Caso os números se mantenham até ao final deste ano, 2017 será o oitavo ano de crescimento da indústria portuguesa de calçado nos mercados internacionais. Actualmente, os sapatos são exportados para 152 países, sendo que mais de 95% da produção tem como destino a venda ao exterior

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo