Brexit poderá impedir acesso ao Spotify e Netflix

Caso as negociações para a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) não corram bem e não se chegue a acordo, o Brexit poderá significar o fim do acesso a plataformas de streaming como o Spotify e Netflix. Pelo menos, para lá das fronteiras britânicas.

De acordo com informações divulgadas por Dominic Raab, secretário de Estado responsável pelo Brexit, as leis da UE que proíbem as empresas de bloquear o acesso a sites com base na nacionalidade ou local de residência do cliente não serão aplicadas aos cidadãos britânicos num cenário em que não haja acordo. Isto significa que ao viajarem para outros países da comunidade, não poderão ouvir as suas playlists no Spotify ou ver o novo episódio da série que estão a seguir na Netflix. Também estão incluídas nesta lista de plataforma a Amazon Music e semelhantes.

O The Drum lembra, porém, que as consequências serão sentidas apenas em alguns casos. Quem usa o Spotify, por exemplo, poderá continuar a faze-lo sem problema durante 14 dias; apenas após esse período serão os clientes obrigados a aderir à versão premium (ou mudar o país registo) para continuar a aceder às suas contas para lá das fronteiras britânicas.

Artigos relacionados
Comentários
A carregar...

Multipublicações

Human Resources
O impacto da Inteligência Emocional nas empresas
Automonitor
História: O dia em que o Papamóvel foi salvo